COMPOSIÇÃO DO RAN-YU

COMPOSIÇÃO DO RAN-YU

Texto Retirado do livro “Os Efeitos Maravilhosos da utilização do Ôleo de Ovos (Lecitina de Ovo)”, escrito pelo PHD Dr. Mutsuo Yamachi

1 – Óleo de Ovos
2 – Lecitina
3 – Vitamina “E”
4 – Ácido Linoleico, Oleico e Linolênico
5 – Taurina
6 – O ovo não aumenta o colesterol
7 – Metionina
8 – Relato Clínico
9 – Conclusões
10 – Autor

1 – Óleo de Ovos

O FAMOSO ÓLEO DE OVOS ( LECITINA DE OVOS )

O óleo de ovos (Lecitina de ovos), vem sendo, ao longo do tempo, utilizado como ativante da circulação sanguínea , removedor de dores musculares (ombro e quadril), suavizante da fadiga e ativante da vitalidade no corpo todo, de acordo com o livro ’O SEGREDO DO REAL

CUIDADO AOS DOENTES, CLÁSSICO DAS RECEITAS DE TRATAMENTO CASEIRO DA ERA Taisho XIV – (editado a cerca de 100 anos atrás).

Na análise de seus componentes, encontram-se: LECITINA, maior centro de atenção atualmente, VITAMINAS E, ÁCIDOS GRAXOS

POLINSATURADOS, ALBUMINA, VITAMINAS A, B, B2, D, FÓSFORO, FERRO, CÁLCIO. AMINOÁCIDOS, entre várias espécies de vitaminas e sais minerais, quase que uma totalidade de nutrientes, com exceção da vitamina C.

A seguir, serão enumeradas as maravilhas obtidas pelos componentes do óleo de ovos ( lecitina de ovos ) e o seu papel na MANUTENÇÀO DE NOSSA SAÚDE.

2 – Lecitina

No óleo de ovos (lecitina de ovos) encontra-se, em grande quantidade, a LECITINA, importante substância básica de formação do nosso corpo e, a palavra LECITINA originou-se do grego “lecithos”, significando a gema do ovo. E por conter a LECITINA, o óleo de ovos (lecitina de ovos) é considerado alimento valioso.

A LECITINA é uma espécie de gordura que contém fósforo, é um fosfolipídeo (fosfo-esfingolipídeo), diferenciando-se das gorduras, acumuladas sob a pele, é uma poderosa substância formadora de vários órgãos do nosso corpo, principalmente relativos ao sistema nervoso.

Devido as suas propriedades superiores, grande número de médicos americanos e japoneses aconselham ingeri-la diariamente onde, tanto no Japão como nos Estados Unidos, o seu consumo vem crescendo de uma forma notável.

2.1 – LECITINA tem o poder de diminuir a taxa de colesterol do sangue:

O Dr. MORRISON, dos EUA, publicou o resultado de sua experiência clínica, dizendo: “LECITINA tem o poder de eliminar grande quantidade de colesterol do interior do corpo”

O acúmulo de colesterol tem propriedade de endurecer, principalmente o COLESTEROL-LDL, causa das doenças da maturidade com o a arteriosclerose, A lecitina, pelo seu poder de diminuir a taxa de colesterol é eficaz na PREVENÇÃO CONTRA A PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO), DERRAME, ARTERIOSCLEROSE, TROMBOSE E ANGINA.

2.2 – LECITINA contém substância de transmissão nervosa:

Uma das características da LECITINA é normalizar o sistema nervoso, atribuído à uma substância chamada colina, encontrada na mesma.

Há uma substância chamada de acetil-colina ligada à função de transmissão nervosa que ora se unindo, ora se afastando da colina, cumpre o papel de transmissão do estímulo nervoso.

Por isso, aconselha-se a ingestão de colina em grane quantidade para o funcionamento normal dos nervos, sendo portanto, a LECITINA eficaz no COMBATE À NEURASTENIA, À IRRITABILIDADE, AOS DISTÚRBIOS DE MENOPAUSA, À DIMINUIÇÃO DA POTÊNCIA E AO ESGOTAMENTO NERVOSO.

2.3 – LECITINA exerce influência positiva sobre as células nervosas do cérebro:

Em pesquisas feitas em universidades americanas, no cérebro de uma pessoa mentalmente insana, foi encontrada apenas a metade de LECITINA encontrada no de uma pessoa normal.

Logo, quanto menor é a quantidade de LECITINA na alimentação cotidiana, a atividade mais importante do corpo humano, que é a do cérebro, acaba por declinar. Por isso, a LECITINA é um alimento VITAL AO CÉREBRO, donde, conclui-se que ela é eficaz na RECUPERAÇÃO DA MEMÓRIA E DA CONCENTRACÃO, NA ATIVAÇÃO DO CÉREBRO E NA PREVENÇÃO CONTRA A SINILIDADE.

2.4 – LECITINA impede a coagulação sanguínea:

A LECITINA tem o poder de dispersar a gordura em pequenas partículas, além de impedir a solidificação.

O sangue de uma pessoa com arteriosclerose, mesmo sem hemorragias, por algum motivo, tende a coagular-se deixando o doente num estado extremamente delicado.

Mas, graças a sua propriedade de evitar a coagulação do sangue, suavizando o fluxo sangüíneo e levando oxigênio e nutrientes ao corpo todo, a LECITINA é capaz de prevenir doenças da maturidade (doenças degenerativas) CONTRA A ARTERIOSCLEROSE E RETARDAR A VELHICE, CONSERVANDO A PELE SAUDÁVEL E BONITA.

2.5 – LECITINA ativa a célula da pele:

Após a meia idade, há um aumento gradativo de peróxido de natureza lipídica no corpo, onde, conjuntamente com albumina, transforma-se em LIPOFUSCINA (mancha marrom) mancha marrom, que se acumula no interior da célula deixando a pele manchada.

A LECITINA ativa a renovação da pele, evitando a instalação de lipofuscina, evitando assim doenças relacionadas com a pele, como:

ESPINHAS, QUELÓIDES, RUGAS, ASPEREZA, ERUPÇÃO DA PELE INFANTIL (BROTOEJA), PELE SECA, ENDURECIMENTO DA PELE E URTICÁRIAS.

2.6 – LECITINA elimina o acúmulo de gordura:

Declarações do Dr. ATKINS, o primeiro entre os cardiologistas americanos, relata: “consumindo diariamente 2 a 3 colheres de chá de Lecitina, quadris e coxas se afinam”, verificando a eficácia da LECITINA na PREVENÇÃO DA OBESIDADE E DAS GORDURAS DESNECESSÁRIAS.

2.7 – LECITINA mantém normal o desenvolvimento do feto:

Muitas das causas do aborto e do natimorto, são a baixa concentração de LECITINA no líquido uterino (água uterina).

As gestantes e mulheres que pretendam ter uma gravidez normal, devem ingerir uma quantidade razoável de LECITINA, substância básica da vida, e os valores nutricionais balanceados, evitando assim o aborto e o natimorto.

2.8 – LECITINA tem o poder de fortalecer os rins, fígado e pâncreas:

A LECITINA conserva sempre o sangue limpo, eliminando as substâncias desnecessárias através da micção e fortalecendo os rins.

E também fortalece o fígado, normalizando o seu funcionamento e evitando depósitos de gorduras, além de auxiliar a função da insulina no caso da DIABETE.

Simplificando, a LECITINA é faxineira que limpa o corpo humano, a enfermeira que se encarrega sozinha da substituição e renovação da gordura e da substância básica.

As pessoas que necessitam de LECITINA são:

    • PESSOAS FRACAS SEM RESISTÊNCIA FÍSICA.
    • SENHORAS QUE DESEJAM CONSERVAR A BELEZA DA PELE.
    • FUMANTES E AMANTES DE BEBIDAS ALCOÓLICAS.
    • EMPRESÁRIOS SOBRECARREGADOS.
    • VESTIBULANDOS E ADOLESCENTES EM FASE DE CRESCIMENTO.
    • PESSOAS SENSÍVEIS.
    • CONVALESCENTES EM DIETA ALIMENTAR.
    • SENHORAS ESTÉREIS, GESTANTES E PARTURIENTES.
    • PRATICANTES DE ESPORTES VIOLENTOS.
    • PESSOAS QUE DESEJAM CURA.

3 – Vitamina “E”

O óleo de ovos (lecitina de ovos) contém, em grande quantidade, a VITAMINA E, que mantém a beleza e a juventude.

A VITAMINA E, juntamente com a LECITINA, forma a dupla mais popular, dispensando uma apresentação mais detalhada.

A VITAMINA E foi descoberta em 1922 por EVANS & BISHOP, na época chamada de VITAMINA ANTI-ESTERILIDADE por constatar que os animais estéreis, geralmente careciam desta vitamina e, que ratas fêmeas requeiram uma dieta desta vitamina para manter a gravidez normal.

O Dr. EVAN SHUTE, de Londres, fascinado em experiências laboratoriais com animais, com convicção, obtém bons resultados na cura de doenças dos seres humanos, no tratamento de 30 mil CARDÍACOS, além de DERRAME CEREBRAL, ARTERIOSCLEROSE PRESSÃO ALTA, TROMBOSE, ARTRITE, DIABETE, QUEIMADURAS E SENILIDADE. Foi um acontecimento notável na comunidade científica.

E outras pesquisas se sucederam, como no Japão, pelo Professor-Doutor CHOSABURO OGATA, da Universidade de Tokyo, e outros, sendo desvendados, pouco a pouco, os mistérios da eficácia da VITAMINA E no mundo inteiro.

3.1 – O Efeito da VITAMINA E:

A VITAMINA E impede a formação de inúmeras substâncias tóxicas, através de sua ação antioxidante, como a peroxidação de ácidos graxos saturados (lipídeos), um poder anti-acidificante, contra formação de peróxidos de natureza lipídica como a lipofuscina (mancha escura), um fator de envelhecimento.

É chamado de “Vitamina do Rejuvenescimento, anti-ferrugem ou preventiva da velhice”, além de evitar o desperdício de oxigênio.

O maior crime dos peróxidos de natureza lipídica é provocar a arteriosclerose.

Este estado de arteriosoclerose, ocorre através de um pequeno ferimento, ocorrendo agregação de colesterol (Colesterol LDL) e plaquetas, além de oxidação local, formando os peróxidos de natureza lipídica, formando tipo de tampão dos vasos, obstruindo o tráfego normal de sangue.

O avanço deste estado causa doenças graves como:

    • INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO;
    • DERRAME CEREBRAL;
    • GANGRENA.

Estes peróxidos também se formam no fígado, principalmente nas pessoas que ingerem álcool em demasia, pois o álcool diminui a má segregação da bílis, conseqüentemente, a má segregação da bílis provoca má absorção de vitaminas lipossolúveis, como a Vitamina E, ocorrendo distúrbios nutritivos, formando então somente peróxidos de natureza lipídica, causador da velhice doentia. Isto foi comprovado recentemente em Simpósio Nacional no Japão , Professor Dr. Kunio Yagui da Universidade de Nagoya e o Professor Dr. Umashima, da Faculdade Municipal de Nagoya, explanaram a propriedade anti-acidificante da Vitamina E, impedindo a formação de peróxidos de natureza lipídica.

Assim, além de “Fertilizante de Animais”, é agora publicamente aclamada como Vitamina Preventiva da Velhice, Vitamina do Rejuvenescimento, da Melhoria do Fluxo Sangüíneo, de Proteção dos Vasos Sangüíneos, a que impede a Ferrugem do Corpo, Anti-Acidificante, da Melhoria na Absorção de Vitaminas Lipossolúveis como a Vitamina A e Vitamina D e de Estética.

Os efeitos da VITAMINA E, apresentados por vários médicos são:

    • PODER DE PREVENIR O ENVELHECIMENTO;
    • PREVENÇÃO DA ARTERIOSCLEROSE;
    • EFICAZ NO TRATAMENTO DA DIABETE;
    • PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS HEPÁTICAS;
    • AÇÃO DE PREVENÇÃO DO CÂNCER;
    • PREVENÇÃO DA RETINOPATIA DOS PREMATUROS;
    • AÇÃO EMBELEZADORA DA PELE EVITANDO E ENVELHECIMENTO;
    • ATIVA A CIRCULAÇÃO, REJUVENESCIMENTO OS VASOS SANGUINEOS E O SANGUE;
    • EFICAZ NOS DISTÚRBIOS DA MENOPAUSA;
    • PREVENÇÃO CONTRA DISTÚRBIOS CAUSADOS PELA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E SMOG;
    • EFICAZ NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA SÍNDROME OU DOENÇA DA VIBRAÇÃO COMO A LABIRINTITE;
    • EFICAZ NA OSTEOARTRITE;
    • EFICAZ NO COXO INTERMITENTE;
    • ÓTIMA PARA ZUMBIDOS DE OUVIDOS;
    • ÓTIMA PARA ANGINA;
    • EFICAZ NA ESTERILIDADE MASCULINA E FEMININA;
    • EFICAZ NAS DOENÇAS PULMONARES;
    • COMBATE OS DANOS CAUSADOS PELO ÁLCOOL;
    • CONTABE A OBESIDADE;
    • ÓTIMA PARA FRIEIRAS E ESFRIAMENTO DOS PÉS E MÃOS;
    • EFICAZ NAS DOENCAS DAS SENHORAS;
    • EFICAZ NA PIORRÉIA;
    • EFICAZ NA CISTITE.

Além destes casos, há inúmeros exemplos e feitos da Vitamina E, que a tornam gratificante e não seria demais repetir, mais uma vez, que ela é encontrada no Óleo de Ovos (Lecitina de Ovos)

4 – ÁCIDO LINOLEICO, OLEICO E LINOLÊNICO (OS ÁCIDOS GRAXOS POLINSATURADOS ESSENCIAIS = ÔMEGAS)

O Óleo de Ovos (Lecitina de Ovos) contém ácidos graxos polinsaturados; Ácido Linoleico, Ácido Oleico e Ácido Linolênico.

Pressupondo que os lipídeos teriam somente a função de originar calorias, o casal BOOL, Professores da Universidade de Minesota-EUA, em 1929, fez experiência sem ratos brancos. Observaram que, uma dieta à base de nutrientes básicos e vitaminas, tornou a pele do rato escamoso, com sintomas de doença no corpo todo e a causa aparentemente morta, além de cessar o crescimento e ocorrência da perda de capacidade de reprodução. Todos estes sintomas desaparecem após ministrar Ácidos Graxos Polinsaturados, este era o ÁCIDO LINOLEICO. Tanto este ácido graxo polinsaturado como OLEICO E O LINOLÊNICO não são formados dentro dos corpos dos animais, necessitando de subsidia-las através de alimento. Todos estes Ácidos Graxos Polinsaturados, R eceberam a denominação de Vitamina F (F do inglês FAT e do alemão FET ).

Com a insuficiência destes ácidos, a proporção de colesterol em relação a fosfolipídios e glicolipídeos da membrana celular aumenta, diminuindo a sua transparência e elasticidade.

Simplificando, provoca distúrbios na ação de recolher substâncias necessárias ao interior da célula e de eliminar substâncias desnecessárias e prejudiciais, apressando assim a velhice e conduzindo-a à enfermidade. Esta propriedade faz com que o ÁCIDO LENOLEICO SEJA RECONHECIDO COM O “ÁCIDO REJUVENESCEDOR”.

Os efeitos dos Ácidos Graxos Polinsaturados:

    • AÇÃO ELIMINAÇÃO DE COLESTEROL;
    • PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE ARTERIOSCLEROSE E PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO);
    • PREVENÇÃO CONTRA AS DOENÇAS TIDAS COMO AS DE MATURIDADE E PODER DE CONSERVAR A JUVENTUDE;
    • AÇÃO PREVENTIVA DA OBESIDADE;
    • ATIVA A CIRCULAÇÃO CONSERVANDO A BELEZA DA PELE;
    • PODEROSA A AÇÃO NO COMBAE AO CÂNCER.

Como vimos, os ácidos Graxos Polinsaturados, como o Ácido Linoleico, não se formam no organismo humano, sendo portanto, necessário extraí-los dos alimentos, e altamente útil para Prevenção e Tratamento de Doenças e Manutenção da Saúde, como comprovam muitos relatórios existentes a respeito.

5 – Taurina

O Óleo de Ovos (Lecitina de Ovos) contém a TAURINA, um aminoácido de grande efeito na Restauração da Fadiga e Doenças da Maturidade (Doenças Degenerativas).

Comprovaram o notável efeito da TAURINA na restauração da fadiga e no tratamento de doenças degenerativas, os Professores Dr. Heitaro Iwata, da Universidade de Osaka, e Dr. Kinya Kuriyama, da Universidade Estadual de Medicina de Kioto.

A TAURINA é uma espécie de aminoácido sulfuroso, como a Metionina e Cisteína, sua presença é notada na formação do ácido biliar, ácido taurocólico e em concentrações elevadas no sistema nervoso. É um nutriente essencial no desenvolvimento mamário onde, se apresenta em vários tipos de leite, conjugado com ácido biliares (no leite de vaca sua concentração é mínima).

Entre os efeitos medicinais maravilhosos da Taurina são conhecidos:

  • DISSOLVE A ALBUMINA;
  • ATIVA A SECREÇÃO BILIAR;
  • REATIVA O FUNCIONAMENTO DO FÍGADO, A MICÇÃO E É UM ANTÍDOTO;
  • EVITA O AUMENTO DE ÁCIDO LÁCTICO, É ANTITÉRMICO E ANTI-INFLAMATÓRIO;
  • ELIMINA A TOXINA DA RESSACA.

Além destes, são relatados outros efeitos medicinais e é comprovado o seu desempenho na prevenção de doenças da maturidade, como os seguintes efeitos:

  • REGULA OS NERVOS AUTÔNOMOS, MODERANDO A ELEVAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL E É EFICAZ NA SUA PREVENÇÃO E TRATAMENTO;
  • DIMINUI O COLESTEROL-LDL (COLESTEROL RUIM) E AUMENTA O COLESTEROL-HDL (COLESTEROL BOM) DO SANGUE;
  • DIMINUI A GORDURA NEUTRA DO SANGUE;
  • MELHORA A ARTERIOSCLEROSE E PREVINE A ANGINA E O INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO;
  • ATIVA A SECREÇÃO DE INSULINA E MODERA A ELEVAÇÃO DA GLICOSE NO SANGUE, SENDO EFICAZ NO TRATAMENTO DA DIABETE;
  • ATIVA A SECREÇÃO DO HORMÔNIO E É EFICAZ NO TRATAMENTO DA IMPOTÊNCIA.
  • ALÉM DE AUMENTAR E CONSERVAR A CAPACIDADE VISUAL, devido a função preponderante na condução da célula da retina.
  • Por isso e muito mais, devemos tirar o proveito do Óleo de Ovos (Lecitina de Ovos), por conter a TAURINA.

6 – O ovo não aumenta o colesterol

  • O OVO NÃO AUMENTA O COLESTEROL
  • O ovo é um alimento que não eleva a taca de colesterol dos vãos sangüíneos:
  • Os cinco motivos por que devemos ingerir ovos são:
  • AUXILIO NA FUNÇÃO DE ANTÍDOTO DO FÍGADO;
  • FORNECIMENTO DE ALBUMINA DE BOA QUALIDADE;
  • NÃO TEM RELAÇÃO COM A CAUSA DE ARTERIOSCLEROSE;
  • NECESSÁRIO NA PREVENÇÃO CONTRA A PRESSÃO ALTA E ARTERIOSCLEROSE;
  • FORNECIMENTO DE CÁLCIO E VITAMINA A

Através de pesquisas comprovadas, como a Universidade de Missouri—EUA, o Gerente de Promoção da Saúde, Sr. Suzuki, e da Pesquisadora-Chefe ETSUKO TSUJI, do Centro Nacional de Pesquisa e Nutrição, o ovo é um alimento que não eleva a taxa de colesterol nos vasos sangüíneos. A demasiada preocupação pela taxa de colesterol e o seu baixo consumo pode, até causar risco de Derrame Cerebral.

O óleo de ovos ( Lecitina de Ovos) contém uma concentração maior de colesterol-HDL, que evita a ARTERIOSCLEROSE, tida como causa das doenças conhecidas como as da maturidade.

Existem dois principais tipos de colesterol: COLESTEROL-HDL, que transporta a o colesterol, retirando das paredes dos vasos sangüíneos, causando assim a ARTERIOSCLEROSE.

Eventualmente, a clara de ovo pode vir a causar alergias, mas quando consumida cru, devido a clara, em contraposição, não apresenta reação quando bem frito ou cozido.

7 – Metionina

A METIONINA encontrada nos ovos, tem ação meritória sobre CANCER, PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO), AUMENTO DE ENERGIA E FORTALECIMENTO DO FÍGADO.

De acordo com o gráfico que se segue, fazendo uma comparação entre a composição de aminoácidos indispensáveis ao nosso organismo encontrados na albumina de soja e do ovo, verificamos, principalmente em relação a quantidade de aminoácidos sulfurosos ( aminoácidos que contém enxofre como a Metionina, Cistina e Taurina), na soja sua composição não alcança nem 100% (quantidade ideal e necessária), ao passo que o seu percentual no ovo é superior a 100%.

Dentre os alimentos albuminosos, o que contém mais aminoácidos sulfurosos é o ovo. A Metionina, um dos aminoácidos é indispensável principalmente nas pessoas de média e alta idade.

Principalmente para os povos de baixo consumo de alimentos animais e que tem nos cereais o seu alimento principal como os japoneses, é comum a carência de Metionina. A insuficiência de Metionina abaixa a função de antídoto de fígado. Com a queda da função do fígado, torna-se difícil o homem proteger-se dos produtos químicos, que contaminam os alimentos, fato comum na sociedade atual. A função de antídoto sobre as substâncias cancerígenas, tão temidas atualmente, também é realizada no fígado. Portanto, conclui-se que a insuficiência de metionina facilita a contratação do câncer.

E o fígado, além da função de antídoto, tem o poder de compor e decompor o colesterol. Assim, diminuindo a Metionina, a formação de colina se torna insuficiente e eliminando, agarra-se nas paredes dos vasos sangüíneos, causando a conhecida Arteriosclerose por insuficiência de Metionina.

A arteriosclerose estreita o diâmetro dos vasos sangüíneos fazendo com que percam a flexibilidade e a pressão arterial tende a se elevar. Conseqüentemente, consumir óleo de ovos ( lecitina de ovos) que contém Metionina em abundância, significa evitar a elevação da pressão arterial.

O antigo professor da Universidade de Tohoku, o Dr. Tatsuo Koyanagui publicou o resultado de suas pesquisas onde relata: “Fazendo uma comparação entre ratos cuja pressão arterial elevada com ingestão de ração altamente salgada e que, mais tarde, recebera tratamento com Metionina comparando com outros que não receberam o mesmo tratamento, constatou-se que aqueles que o receberam, apresentaram um nível mais baixo de pressão arterial”.

A Metionina tem o poder ANTI-CANCERÍGENO, ANTI-ARTERIOSCLEROSE, DE ABAIXAR A PRESSÃO ALÉM DE INTERROMPER A QUEDA DA POTÊNCIA. Enfim, faltando Metionina, desativa-se a secreção de hormônios pituitários pelo cérebro que ativa a sexualidade. Por conseguinte, pensando no efeito da Metionina, gostaríamos que as pessoas de média e alta idade, consumissem mais ovos ou óleo de ovos (lecitina de ovos).

8 -RELATO CLÍNICO DO PONTO DE VISTA DOS MÉDICOS

A respeito do efeito do óleo de ovos (lecitina de ovos), o Dr. Takashi Tsubouchi declara que houve sinal de melhoras naqueles pacientes tratados com o referido óleo, antes medicados com estimulantes do coração, sem apresentar, no entanto bons resultados.

Conseguiu também normalizar a aceleração da pulsação, taquicardia e arritmia daqueles que têm distúrbios no funcionamento do coração ou mesmo debilitado. Há casos em que o uso, a longo prazo, restabeleceu os desnutridos e pacientes debilitados. É reconhecido o seu efeito positivo nos tratamentos a longo prazo das dores de HEMORRÓIDA, OTITE INFLAMADA, ERUPÇÃO OBSTINADA E NOS CASOS DE CABELOS BRANCOS NOS JOVENS.

O Dr. Eichi Kato também declarou no seu relatório que o óleo de ovos (lecitina de ovos) é eficaz no tratamento de DOENÇAS CARDÍACAS (INSUFICIÊNCIA DO MITRAL, DEBILITAÇÃO CARDÍACA, ARRTMIA, TAQUICARDIA) E INSUFICIÊNCIA DO MITRAL CONGÊNITA, DESNUTRIÇÃO, TUBERCULOSE INFANTIL, INDIGESTÃO CRÔNICA, FERIMENTOS E ERUPÇÕES.

O Dr. Kazumitsu Baba, face a eficácia do óleo de Ovos (lecitina de Ovos) no seu uso interno para o tratamento de vários distúrbio cardíacos, BERIBERI, Mal DE BASEDOW, NEURASTENIA, PNEUMONIA E DEBILITAÇÃO CARDÍACA CAUSADA PELAS MOLÉSTIAS CONTAGIOSAS, TAQUICARDIA E COMPANHADA DE INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA, apresentando uma melhora sensível no tratamento de ANGINA E INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO, aconselha o seu uso a outros médicos. E seu uso externo para afecções da HEMORRÓIDA ou nas hemorragias do anua, aconselha-se introduzir o óleo de ovos (lecitina de ovos) no reto ou passar em algodão embebido com esse óleo, que a dor e a hemorragia cessarão.

O seu uso contínuo, a longo prazo, suspende o estado de purulência, faz desaparecer a inflamação e cura da hemorróida.

É eficaz, também, na OTITE INFLAMADA E ERUPÇÕES.

Além dos professores Dr. Masanari Suzuki, Dr. Eizo Kotani, Dr. Taku Uratani da Universidade de Tsukuba, numerosos especialistas da área como o Diretor Dr. Yamaguchi e o chefe de pesquisas Dra. Etsuko Tsuji do Centro Nacional de Pesquisa e Nutrição, reconheceram a eficácia do óleo de ovos (lecitina de ovos) pelas qualidades já citadas (rico em Lecitina, Vitamina E, Ácidos Graxos Polinsaturados como o Ácido Linoleico, Taurina e Metionina) no tratamento da ARTERIOSCLEROSE, PRESSÃO ALTA (HIPERTENSÃO), QUEDA DE POTÊNCIA E CÂNCER.

Encontra-se em abundância, Aminoácidos e Vitamina B2 bom para GLÂNDULAS CAPILARES, além da Vitamina A, Cálcio e Minerais com Ferro e Fósforo.

A Vitamina B2 é chamada de fator estimulante de crescimento não só dos pelos como do corpo todo.

Podem-se esperar os efeitos citados, consumindo óleo de ovos (lecitina de ovos). Conseqüentemente, o óleo de ovos (lecitina de ovos) é um alimento de grandes perspectivas na atualidade, onde o número de idosos e das doenças da maturidade, tendem a crescer.

9 – Conclusões

De acordo com a “Pesquisa Básica de Saúde e Higiene de 1959” do Ministério da Previdência Social do Japão, ficou claro que dentre seis pessoas, uma não goza de boa saúde. Esta proporção se eleva no avanço da idade,e após os 65 anos, onde passa de 3 para 1 (no Japão) . A preocupação da população pelas doenças e o seu tratamento se elevou para 80%, demonstrando assim, o seu interesse em manter a boa saúde.

Numa outra pesquisa “Qual é a doença da maturidade mais temida?” foi obtido o seguinte resultado:

1º Câncer 74,0%
2º Infarto Agudo do Miocárdio 43,6%
3º Insuficiência Cardíaca 43,6%
4º Derrame Cerebra 32,0%
5º Diabete 21,4%
6º Úlcera 18,6%
7º Tuberculose 0,6%
Outros 15,8%

O relatório clínico de vários médicos deixou claro que o óleo de ovos (lecitina de ovos) é um complemento nutricional, “um medicamento especial”, para doenças cardíacas. Não seria demais dizer que ele é o composto de todos os valores nutricionais superiores.

Na recente assembléia geral de estudos do câncer realizado em Tokyo foi apresentado o resultado da pesquisa conjunta da Universidade Estadual de Medicina de Tokyo e Centro Nacional de Pesquisa e Prevenção Sanitária, quando ficou comprovado que os ácidos graxos polinsaturados (ácidos linoleico, ácido oleico e ácido linolênico) são agentes anti-cancerígenos.

Os ovos serão de grande utilidade, no futuro; no combate ao câncer.

10 – Autor