Lecitina de Ovo

O QUE É ARTRITE REUMATÓIDE?

É uma doença inflamatória das articulações.
Hoje existem mais de 3.000 doenças inflamatórias, como as dermatoses, como vários tipos de dermatites, lúpus, febre reumática, pênfigo foliáceo (“fogo selvagem”), psoríases, atroses, Espondilite Anquilosante (Artrite de acomete a Coluna Vertebral, uma das piores), Ictisose, dentre outros.
Todas as pesquisas direcionam para um caminho, de que se trata de uma DOENÇA AUTOIMUNE INCURÁVEL, que acaba ocasionando deformidades.
Os cientistas ainda não descobriram porque o corpo ataca, “como se estivesse se defendendo” (o próprio sistema de defesa, imune), a si mesmo causando a destruição de tecidos.
Sabe-se que determinados genes favorecem ao maior risco do aparecimento da Artrite Reumatóide, onde os parentes de 1º grau do doente, apresentam até 3 vezes mais chances de também desenvolverem a Artrite Reumatóide. Existem alguns casos interessantes, onde a Doença aparece nos graus de parentescos pares, isto é, pulam gerações, 2ª Grau, 4º, 6º em diante.
Sabemos que as mulheres são as mais afetadas, principalmente as caucasianas (pele branca).
Uma doença que não tem idade para aparecer, podendo ocorrer na infância ou mesmo na velhice. É claro que as pesquisas mostram uma faixa mais atingida, um pico de idade em que mais ocorre o início da Artrite Reumatóide, que fica entre 30 a 55, de acordo com o Colégio Americano de Reumatologia Médica.

QUAIS O DIAGNÓSTICO DE CONFIRMAÇÃO DA ARTRITE REUMATÓIDE?

O Colégio Americano de Reumatologia Médica que para se considerar um paciente com Artrite Reumatóide, deve-se fechar o diagnóstico em 4 características das 7 listadas abaixo. E as características de 1 a 4 devem estar presentes por uma duração, ou período mínimo de 6 semanas:
1 – Rigidez matinal: É quando nós acordamos e vemos que nosso corpo está “travado”, cuja duração excede mais de 1 (uma) , para então podermos iniciar em se movimentar, como sentar e se levantar. Esta rigidez pode se verificar quando uma pessoa passa mais de uma hora sentada assistindo um filme, lendo ou mesmo jogando baralho. Onde ao tentar se levantar, o corpo está rígido e demora alguns minutos para se levantar, se ajeitar e caminhar.

2 – Quando ocorre a Poliartrite, isto é, quando 3 ou mais articulações incham (inflamam) simultaneamente, seja vários dedos, mãos, pulsos, joelhos, cotovelos, tornozelos ou ombros e até mesmo a coluna. Pode atingir coração (periocádio), pulmão (pleura), olhos e até a cabeça.
3 – Artrite das mãos e punhos, ocasionando futuramente as deformações dos dedos (“deformação de pescoço de cisne”).
4 – Artrite simétrico, quando ocorre, na mão direita e esquerda ao mesmo tempo, cotovelo direito e cotovelo esquerdo ao mesmo tempo, tornozelo direito e tornozelo esquerdo ao mesmo tempo, joelho direito e joelho esquerdo ao mesmo tempo, por exemplo.
5 – Nódulos subcutâneos, chamados de Vasculites, quando nosso sistema imune ataca os vasos sanguíneos causando estreitamento do vaso e levando a inflamação, formando verdadeiras bolsa na região do antebraço e do cotovelo, no caso da Artrite Reumatóide. Existem doenças que também causam a Vasculite como a Behcet, Buerer, do Sistema Nervoso Central, da Síndrome de Churg Strauss, dentre outros.
6 – Fator Reumatóide (FR) positivo em análise de sangue. Hoje sabemos que o Fator Reumatóide dá positivo de 80 a 90% dos casos, devendo, também acompanhar com exame de leucograma, verificando desvios e aumento do neutrófilos, como na DNNE (Desvio Nuclear Neutrófilo a Esquerda), ácido úrico, creatinina e uréia. Existe a determinação do anti-CCP, que é mais sensível e específico, presente em mais de 95% dos casos, mas oneroso, se comparado com a determinação do Fator Reumatóide (FR).
7 – Alterações típicas de Artrite Reumatóide nas radiografias de mãos e punhos.
Pode-se fazer como complementação, a Artrocentese, a coleta do líquido sinovial das articulações inflamadas para descartar outras causas de reumatismo, artrite, neste caso.

TRATAMENTO DE LECITINA DE OVO E EXTRATO DE PRÓPOLIS VERDE NA ARTRITE REUMATÓIDE.

Hoje sabemos que o tratamento das doenças inflamatórias como a Artrite Reumatóide e/ou mesmo quaisquer forma de doenças, são multidisciplinar, necessitando muitas vezes de suplementação, controle e equilíbrio na dieta do doente, além de fisioterapias, técnicas de posturas e relaxamento, alongamentos, compressas fria e/ou quente, dentre outros.

Neste tópico estaremos abordaremos a suplementação e/ou tratamento alternativo com o uso da Lecitina de Ovo (Óleo de Ovos) e do Extrato de Própolis Verde na Artrite Reumatóide, uma Doença Inflamatória Incurável, que pode ser auxiliada com estes alimentos, reduzindo e/ou ajudando no controle da inflamação, dores e dificuldades oriundas da própria doença. Quando falamos em ajuda e auxílio ao tratamento, não estamos falando em suspender seu tratamento e/ou medicação, mas um “Plus” a mais em relação a melhoria de sua dieta e ajuda na proteção de órgãos vitais, sem prometer “o milagre da cura”, mas uma forma de ajudar com que a doença não progrida mais rápido e/ou redução de sua colateralidade (efeitos indesejáveis da doença e/ou do seu próprio tratamento):

– A Lecitina de Ovo (Óleo de Ovos) contém substâncias anti-inflamatórias e antixodantes naturais, como os Ômegas 3, 6 e 9 e, junto com o potencial da Vitamina “E”, ajudam na redução da inflamação, reduzindo assim as dores e ajudando a função motora do paciente, ajudando em sua locomoção em relação a manipulação de objetos e/ou mesmo no andar;
– O Extrato de Própolis Verde Hiperconcentrado, na forma do LM55-X e LM55-XG, devido a presença de anti-inflamatórios potentes, como o Artepilin-C, CAPE, Druparina, Galangina, Derivados Fenólicos, dentre outros existentes, auxiliam em mais de 2.500 vezes o potencial anti-inflamatório, se comparado com outros alimentos antioxidantes e anti-inflamatórias existentes, reduzindo os inchaços (as inflamações), dores e ajudando na locomoção;
– A Lecitina de Ovo (Óleo de Ovo) contém aminoácidos sulfurosos, como a Metionina e Cisteína, que são considerados os melhores desintoxicantes naturais existentes. Os mesmos são utilizados em extratos hepáticos e medicamentos que auxiliam na digestão e desintoxicação do fígado, fazendo o que chamamos de Hepatoproteção. Esta proteção se faz necessário, porque os medicamentos utilizados no tratamento da Artrite Reumatóide, incluem químicos, corticoides e substâncias anti-inflamatórias que intoxicam e reduzem a função hepática, podendo levar sérios problemas ao paciente, como Esteatose e/ou mesmo a Cirrose Hepática. Nestes casos são indicado ao paciente, que se faça um Check-up semestral ou, conforme seu grau, anual, dos parâmetros da Função Hepática, onde incluímos a Determinação do TGO, TGP e Fosfatase Alcalina no sangue, a fim de monitorar esta intoxicação causada pelos medicamentos halopáticos utilizados no tratamento da Artrite Reumatóide.
– O Extrato de Própolis Verde Hiperconcentrado, na forma do LM55-X e LM55-XG, ajudam na proteção da agressão ao Estômago e Duodeno (Primeira parte do Intestino Delgado) causado pelos medicamentos e sua química, propiciando a gastrite, úlcera e/ou mesmo a um câncer, muitas vezes com a proliferação do Helicobacter pylori, responsável pela grande parte de incidência de câncer do estômago. Os elementos naturais listados acima do Extrato de Própolis Verde, e existentes em grande concentração no LM55-X e LM55-XG, ajudam na eliminação do Helicobacter pylori , onde pesquisas demonstram que o tratamento usual de 30 a 60 dias, ajudam na eliminação deste agente patogênico perigoso, além da Proteção das Paredes do Estômago e do Duodeno, da acidez química;
– Da mesma forma, a Lecitina de Ovo (Óleo de Ovo), faz uma pequena camada de proteção nas paredes do estômago e duodeno, protegendo contra a acidez química dos medicamentos;
– A Lecitina de Ovo (Óleo de Ovo), além dos aminoácidos sulfurosos Metionina e Cisteína, possui a Taurina, elemento Cardioprotetor, além de em conjunto com os outros, fazem a Nefroproteção (Proteção aos Rins). Estas proteções se fazem necessários, porque a química dos medicamentos, assim como os corticoides, dilatam e reduzem a função cardíaca, sem contar, com a redução do “Clearance” (Fator de Filtração) dos rins, causando a Insuficiência Renal, podendo levar os pacientes a Diálises, onde muitas vezes a sobrevida não passa dos 5 anos. O bom de proteger os rins, também auxilia na eliminação dos produtos químicos gerados pela medicação e/ou mesmo, pelo tratamento, ajudando na “Excreção Química”, reduzindo os danos renais;
– É do conhecimento científico que a Lecitina de Ovo (Óleo de Ovo) ajuda na manutenção da fase gordurosa dos líquidos intersticiais, entre as células, reduzindo seus atritos, perda de umidade e morte celular. Por isso, os resultados benéficos encontrados em pessoas com Ictiose e que consomem a Lecitina de Ovo (Óleo de Ovo), são na redução da mortalidade das células da pele, assim como, o próprio ressecamento, aparência ruim e mal cheiro. Por isso, notamos em pessoas com Artrite Reumatóide e Artrose, onde, além da redução do inchaço e dor, a melhora da função articular, podendo caminhar e até pegar e/ou manusear melhor os objetos, melhorando na “lubrificação” articular.